Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook
Visite ÍlhavoVisit Ilhavo

Aves

O retomar do contacto com a natureza e a descoberta da beleza discreta das aves da Ria e do Mar são os principais atrativos do birdwatching.

 

A Ria de Aveiro, uma das zonas húmidas mais extensas de Portugal, com mais de 11.000 hectares, inclui um complexo sistema lagunar, que inclui águas estuarinas, sapais e salinas, zonas palustres de água doce e áreas de foresta aluvial associadas ao Rio Vouga e seus principais afluentes na sua foz. Inclui também uma área de águas marinhas adjacentes à costa, até uma profundidade de 20 metros.

 

Tem regularmente mais de 20.000 aves aquáticas invernantes, destacando-se a presença de grandes números de aves limícolas, especialmente o Pilrito-de-peito-preto e o Borrelho-de-coleira-interrompida. Na zona marinha registam-se por vezes grandes números de Negrola. De destacar que é nesta Zona de Proteção Especial que se encontra 60% da população nidificante em Portugal da Garça Vermelha.

 

 

 

                  

 

 

 

 

 

No Município de Ílhavo, que integra na Zona de Proteção Especial da Ria de Aveiro (Rede Natura 2000) em 31% do seu território, podem ser observadas algumas espécies que abaixo se indicam. 

 

Potencial para observação das seguintes aves (prioritárias):


Águia pesqueira (Pandion Haliaetus), inverna em Portugal.
Alfaiate (Recurvirostra Avosetta), inverna em Portugal.
Andorinha do Mar Anã (Sterna Albifrons), distribui-se em Portugal continental ao longo da costa em estuários e lagoas costeiras, a sul da Ria de Aveiro.
Borrelho de coleira interrompida (Charadrius Alexandrinus), presente na faixa costeira do litoral português, no inverno procura normalmente praias, salinas ou pequenas ilhas de areia.
Borrelho grande de coleira (Charadrius Hiaticula), existente na faixa costeira de Portugal Continental, concentram-se em areais extensos ou praias, em áreas abertas, sem árvores, ervas altas, nem excessivamente lodosas e rochosas.
Colhereiro europeu (Platalea leucorodia). A sua área de distribuição em Portugal Continental, estende-se como invernante desde a Ria de Aveiro até ao Algarve. Os locais de invernada e de passagem são normalmente marinhos, encontrando-se confinados a deltas, estuários, lagoas, zonas costeiras baixas e abrigadas e, por vezes, grandes barragens. As colónias nidificantes estão presentes na orla costeira, estuários, rias, salinas, cursos de água, pauis, açudes, com elevado grau de segurança face à perturbação e à predação.
Garça – Pequena (Ixobrychus Minutus). Nidificante estival, a sua distribuição em Portugal estende-se de Norte a Sul do País, ao longo dos rios e ribeiras principais e em lagoas e albufeiras, embora aparentemente esteja melhor distribuída na zona centro do País.
Garça Vermelha (Ardea purpúrea), nidificante estival, está presente de março a setembro, nidificando em zonas húmidas ou nas suas imediações. 
Milhafre preto (Milvus migrans), nidificante estival, instala os ninhos exclusivamente em árvores.
Pato preto (Melanitta nigra), invernante, em Portugal a sua distribuição é costeira, ocorrendo atualmente quase exclusivamente entre o Cabo da Roca e a Foz do Douro verificando-se as maiores concentrações na Ria de Aveiro.
Pernilongo (Himantopus Himantopus), conhecidos como os “reis das salinas”, residente e nidificante estival, a área de distribuição da espécie como nidificante no território continental, abrange sobretudo as zonas costeiras estuarinas a sul da Bacia do Rio Vouga.
Pilrito comum (Calidris Alpina), invernante e migrador de passagem, em Portugal ocorre sobretudo ao longo da faixa litoral. Os estuários do Tejo e do Sado, a Ria de Aveiro e a Ria Formosa albergam, no seu conjunto, a maioria da população invernante no nosso país.
Tartaranhão ruivo dos pauis ou águia sapeira (Circus Aeruginosos), Em Portugal continental, a população reprodutora de Águia-sapeira distribui-se ao longo da faixa costeira ocidental, limitada às principais zonas húmidas, das quais se destacam o estuários do Tejo e Sado, a Ria de Aveiro e o Baixo Mondego. A população invernante distribui-se principalmente pelos mesmos núcleos, embora apresente uma distribuição mais alargada, estando presente em diversas zonas húmidas onde não ocorre durante o período reprodutor.
Aves marinhas migradoras
Passeriformes migradores de caniçais e galerias ripículas

 

Potencial para observação das seguintes aves (não prioritárias):

 

Cacongo (Tringa Totanus)

Cegonha branca (Ciconia Ciconia)

Combatente (Philomachus pugnax)
Cotovia pequena (Lulula Arbórea)
Felosa do Mato (Sylvia Undata)
Felosa unicolor (Lucostella Luscinioides)
Flamingo comum (Phoenicopterus Roseus)
Fuselo (Limosa Lapponica)
Galinhola (Scolopax Rusticola)
Garajau (Sterna Sandvicensis)
Garça branca pequena (Egretta garzetta)
Garça Real Europeia (Ardea Cinerea)
Guarda Rios (Alcedo Atthis)
Íbis preto (Plegadis falcinellus)
Maçarico de bico direito (Limosa Limosa)
Marrequinha comum (Anas Crecca)
Noitibó da Europa (Caprimulgus Europaeus)
Ostraceiro europeu (Haematopus Ostralegus)
Papa ratos (Ardeola Ralloides)
Pilrito das Praias (Calidris alba)
Pilrito de bico comprido (Calidris ferrugínea)
Pilrito escuro (Calidris marítima)
Pilrito Pequeno (Calidris minuta)
Rouxinol grande dos caniços (Acrocephalus Arundinaceus)
Rouxinol pequeno dos caniços (Acrocephalus Scirpaceus)
Seixoeira ou Maçarico de papo vermelho (Calidris Canutus)
Tarambola cinzenta (Pluvialis Squatarola)
Tarambola dourada (Pluvialis apricaria)
Torda Mergulheira (Alca torda)

 

 

 

 

Sugestões de atividades:

Trilho pedestre Entre a Ria e o Mar

Trilho pedestre Entre a Ria e a Floresta

Trilho pedestre Rota das Padeiras

Iniciativas do Programa Desporto para Todos

Concurso fotográfico Olhos sobre o Mar

Visitar a antiga "Colónia Agrícola" e a Mata Nacional das Dunas da Gafanha

 

O Cicerone - Actividades Turísticas, Lda.

Opera, no município, a partir da Loja de Turismo de Ílhavo

na Avenida 25 de Abril (tel.: (+351) 234 325 911
Tel.: (+351) 234 094 074
Tlm.: (+351) 914 854 578
E-mail: mmanuel@o-cicerone-tour.com 
Google Maps: 40.603804, -8.671925‎
GPS: 40° 36' 13.69"N, 8° 40' 18.93"O
√ Passeios pedestres interpretativos