Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook
Visite ÍlhavoVisit Ilhavo

Funchal (Portugal)

No seguimento daquele que foi um acontecimento memorável para todos os Cidadãos do Município de Ílhavo e, também, para os habitantes da Cidade do Funchal – a Regata de Grandes Veleiros, e tendo em conta toda uma história com forte ligação ao mar de ambos os Municípios, os Presidentes das respetivas Câmaras Municipais celebraram, a 3 de outubro de 2008, um Acordo de Amizade, fortalecendo e perpetuando os laços que há muito os unem. 
A Regata Comemorativa dos 500 Anos do Funchal, que ligou Falmouth (Inglaterra), Ílhavo e o Funchal, de 10 de setembro a 5 de outubro de 2008, colocando estes três portos na Rota dos Grandes Veleiros da Sail Training Internacional, foi o ponto de partida para este Acordo, cujo extraordinário sucesso reavivou as lembranças e as semelhanças seculares entre ambos os Municípios, ligados quer pelo seu passado histórico, quer pelo seu presente e futuro, voltados inevitavelmente para o Mar e para todo o tipo de atividades a ele associadas, nomeadamente o Turismo e a Náutica de Recreio. 
Esta estreia, onde ambos os Municípios acolheram pela primeira vez e no mesmo evento uma Regata da Sail Training Internacional, veio reforçar a aposta estratégica de Ílhavo e do Funchal na formação e promoção dos valores do mar e dos desportos náuticos, onde a Vela ocupa um lugar muito especial, contribuindo de forma decisiva para a afirmação de ambos como destinos privilegiados para todos os amantes do mar, nacionais e estrangeiros.
Abrindo caminho nas áreas da Cultura, da Política, da Economia e do Turismo, entre outras, ambos os Presidentes de Câmara, Eng. Ribau Esteves e Dr. Miguel de Albuquerque, consideraram de enorme relevância a assinatura deste Protocolo de Geminação que, além de aprofundar o relacionamento formal entre os Municípios, contribui igualmente para o fortalecimento da amizade e da cooperação entre os seus Cidadãos e as suas Entidades. Desta forma, ambas as partes facilitarão e incentivarão o intercâmbio entre as suas coletividades, cooperativas, associações e empresas, dinamizando paralelamente iniciativas a nível municipal, centradas não só no Turismo, mas também na Educação e na Juventude, herdeiras da tradição marítima que tanto caracteriza estes Municípios recentemente geminados. 
Na sequência deste Acordo e dos graves acontecimentos ocorridos no Arquipélago da Madeira a 20 de fevereiro de 2010, o Município de Ílhavo decidiu associar-se à Cáritas e a todos os habitantes afetados pela catástrofe natural, contribuindo com cerca de 1.450,00 Euros para ajuda na sua reconstrução, arrecadados no espetáculo musical “O Nazareno”, encenado pelo GRAL – Grupo Recreativo Amigos da Légua, no Centro Cultural de Ílhavo. Uma manifestação solidária e singela da Câmara Municipal de Ílhavo, num espírito de entreajuda que deve nortear o Poder Local e, também, todas as Cidades-Irmãs.
 
A Cidade do Funchal
Foi em 1419 que os navegadores portugueses João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira desembarcaram pela primeira vez na Madeira, num local a que decidiram chamar de “Funchal”, devido à grande quantidade de funcho que preenchia todo o seu arvoredo. 
Dono de uma beleza natural excecional, o Funchal recebeu o seu primeiro Foral entre 1452 e 1454, onde viu elevado o seu estatuto a Vila e a Sede de Concelho, tendo sido, pouco depois, elevado a Cidade, em 1508. Rapidamente, tornou-se no principal núcleo populacional do Arquipélago da Madeira, possuindo o seu melhor porto que, conjugado com a sua excelente posição geográfica, lhe permitiu um fulgurante desenvolvimento urbano, sendo atualmente a nona cidade mais populosa do País e a Capital da Região Autónoma da Madeira. 
Às suas belas paisagens naturais acrescenta-se um rico património arquitetónico, de onde se destacam a Igreja e o Mosteiro de Santa Clara, construídos entre 1489 e 1496, em estilo hispano-árabe, assim como a Fortaleza-Palácio São Lourenço, da primeira metade do século XVI, e a Sé Catedral, projetada por Pero Anes a mando de El-Rei Manuel. 
Destino turístico de eleição, a Cidade é também conhecida pelas suas romarias, cuja principal referência é a Festa da Flor, que todos os anos invade as ruas e artérias do Município com desfiles de carros alegóricos que exibem uma multiplicidade de espécies florais, deixando no ar suaves perfumes característicos desta zona do Arquipélago.